06 dezembro 2012

20 coisas que eu quero que o meu filho saiba até ao Natal

#1

Quando me lembro de mim própria, enquanto criança, vejo uma menina fechada, tímida e sonhadora. De poucas falas e muito agarrada aos livros, ao computador, à televisão, às revistas, aos cadernos, às músicas e às ideias.
Sempre fui uma menina bem comportada. Bem comportada de mais, já me disseram desde então...

Ser mãe de um menino “pouco-bem-comportado”, que contesta tudo antes de aceitar, cuja resposta imediata a qualquer ordem é “não”, que tem tanto de teimoso como de ternurento, que tem tanto de divertido quanto a capacidade de “tirar-qualquer-um-do-sério”, é muitas vezes entendido como um teste divino à minha resistência - ou à minha paciência.

O Tiago tem-me ensinado a aceitar a diferença como nenhuma outra lição da vida. Porque a criança que eu fui tem muito pouco, ou quase nada, da criança que o Tiago é. Mas acredito sempre que ele é bem melhor por ser, para fora, tudo o que é, por dentro. Por, ao contrário da criança que fui, exteriorizar, resistir, defender-se acima de todos, fazer por si, duvidar antes de aceitar, pensar antes de repetir qualquer teoria, centrar atenções e marcar a sua diferença, para o bem e para o “menos-bem”.

Eu posso ter crescido, sofrido, mudado, voltado a crescer, a sofrer e a mudar, até me tornar quem sou hoje. O Tiago nasceu com uma maior capacidade para se defender e distinguir. Cabe-me a mim, entretanto, moldá-lo, ajudá-lo a retrair-se, ensiná-lo a também ele aceitar os outros na sua diferença. Não para que ele não cresça, não sofra e não mude. Mas sim para que ele passe por tudo isso sem deixar de ser quem é. Sem deixar de ser feliz.

Então, até ao Natal, há 20 coisas que eu quero que o meu filho saiba. Coisas que vou escrever e que lhe vou ler, diariamente. Começando por esta:

                                                                                                           
 


* Sê tu próprio

1 comentário:

nils disse...

Quando lhe disseres, a mãe ama-te. Não esqueças, o pai também. ;)