22 agosto 2010

Uma escolha e uma história #3

Um músico


Gosto dele em imagens mas gosto dele por causa das palavras. Gosto de o ouvir mas gosto de o ver enquanto o ouço. Gosto de sentir cada palavra dentro do tempo de cada som e gosto de cada som dentro do espaço de cada uma das suas palavras. É um músico completo: pelo que escreve, pelo que canta, pelo que é. Aos meus olhos, ao arrepio da minha pele: o melhor do momento. Tiago Bettencourt.


"Hoje, quando acordei no verão, o sol parecia brilhar com mais força. Foi difícil habituar-me depois de tanto tempo a dormir. Sim, depois de turvo o sol rompeu as nuvens e iluminou o mar tão cansado, mas limpo. Já ando a escrever sobre esta possibilidade há uns tempos, mas senti-la, vê-la, tocar-lhe? ...só hoje de corpo inteiro, à luz. Foi preciso a tempestade indicar-me o caminho até à minha praia, para me esconder as feridas, recolher-me o sangue. Foi preciso o meu grito fúria de braços altos e dedos esticados firmes, foi preciso esbracejar e pontapear e olhar de frente e sem poemas de amor para o espelho na água suja caída no chão.

Sim, é de amor que falo. Coisa grande em que se acredita em certas manhãs.

Ontem, de pés assentes em pedra fria perdi a inocência,

mas hoje, acredito em muito mais coisas."

in http://tiagobettencourtemantha.blogs.sapo.pt/

2 comentários:

SombrArredia disse...

Obrigada por dares a conhecer o blog deste músico que tanto gosto....
^~

O texto é belíssimo:)

António Ribeiro disse...

Adoro Tiago Bettencourt :D