16 setembro 2010

Os outros que não choram


Há gente que, simplesmente, não chora. Os pais, os avós, o professor mais exigente de todos, o patrão mais mal-disposto, o padre da freguesia ou o médico de família. Definitivamente, não choram. Impossível. Mesmo.

Quem chora são os outros, os que estão de fora, os que realmente têm razões para isso... Quem chora somos nós. Porque há coisas - por mais naturais que sejam - que não se imaginam em certos rostos, em certos papéis. Não fazem parte. Não pertencem ali.
Talvez por isso, quando os outros que não choram, choram mesmo, é que nunca mais se esquece tal momento. Daí eu trazer comigo há muitos anos, talvez 11 ou 12, a imagem da primeira vez, e única, que vi a minha avó a chorar. Ligada a essa imagem, que dura segundos, estou eu de olhos secos, numa troca de personagens entre protector e protegido capaz de desorganizar uma vida.
Será sempre muito mais fácil estar de um certo lado: do lado de quem tem de ser resguardado, de quem tem de ser cuidado, de quem tem de ser defendido.
Resguardar. Cuidar. Defender. Sim, isso é que custa. Isso é que dói.

Nestes dias a minha avó está muito doente e precisa de ser cuidada. Nestes dias o Tigy voltou à escola e precisa de ser defendido. Nestes dias eu voltei a chorar e preciso de ser resguardada. Enquanto isto ainda custa. Enquanto isto ainda dói.


Ilustração - Benjamin Lacombe

4 comentários:

paula disse...

Regras de sobrevivência #7

Não fingir
que está tudo bem, corroi-nos por dentro e um dia o corpo cede. Chore, vire a mesa, diga palavrões, se preciso. Não finja, tente descansar.

um abraço, daqui deste lado da ligação :)

BlueAngel disse...

uma beijoca laroca e um abraço daqueles muito fortes (tu sabes quais são) ;-)

*abobora menina* disse...

Chorar faz bem à alma! eu vi muitas vezes a minha mae a engolir lágrimas, ainda hoje ela nao sabe que eu sabia que ela chorava! rápidamente se inverteram os papeis e eu passei tb para a posição de "resguardar". Faz parte! hoje, mais do que mae-e-filha somos amigas-e-confidentes, antecipamos as lagrimas uma da outra e sabemos exactamente o que dizer qd nao há mais nada para dizer!

Minha querida, a vida por si só resolve-se sozinha e nao tarda nada vais ver que tudo faz sentido. Custa, demora, doi, parece impossivel, mas um dia tudo se resolve e bem!
Mil beijinhos e milhoes de coragens!

Anónimo disse...

Há feridas que nunca se curam...
Há lágrimas que por mais que as tentemos limpar , nunca secam.
Há momentos na nossa vida que chorar faz bem ,mas nunca sabemos se essas lágrimas nos vão aliviar a alma , ou reacender o nosso estado de fragilidade.
Portanto, chora , ri , canta , salta ,VIVE e sê feliz. Bjs.
YOUR MOTHER