12 julho 2010

Uma canção e uma história #7

Uma canção que me lembra um momento






Naquele preciso momento - que com a pressa dos anos se transformou numa mistura de acontecimentos e de antes e depois sem fio que os conduza - nascia a maior certeza de todas e venha quem viver para mudar isso.

Foi o momento da descoberta, muito antes da dor, ainda antes do medo. Foi o momento do deslumbramento. Como se a vida me tivesse guardado para aquele instante, para aquele sentimento. Quando nos damos mais do que aquilo que recebemos, quando fazemos de nós parte do outro e do outro tudo o que há em nós.

Foi o momento certo para aprender. Para crescer. Para apressar os dias na pressa de os viver. Para acreditar que nada acontece por acaso e que os acasos são objectivos por planear ou um ou outro sonho inconfessável.

Naquele momento - que agora me parece um tempo - não havia outros que me abalassem ou acidentes que nos atropelassem, não havia margem para erro, não havia dúvidas, nem receios, nem hesitações, nem réstea de passado que nublasse a vista, nem mesmo perspectiva de futuro que entorpecesse o pensamento. Tudo era certo. Constante. Inabalável. Tão firme. Tão eterno. Tão seguro.
E lembrado assim, com tamanha clareza, aquele tempo volta a parecer apenas um momento, ou então, chego a senti-lo um dia, umas horas, escassos minutos ou um ou dois segundos de um olhar.

Foi o momento de todas as verdades, de todos os exageros, de todas as entregas. De uma felicidade imensa, maior do que tudo, maior do que eu. E olhado assim - para trás - e lembrado assim - misturado com tudo o que veio depois - deixa de haver espaço para saudades. Então aparecem as dúvidas. Trocam-se verdades por desconfianças. Substituem-se as melhores dádivas pelas piores entregas. Rejeita-se a felicidade do passado para justificar a crueldade do presente. Apaga-se o que de melhor ficou para trás para acreditar que...
"Amanhã será um novo dia
Certamente eu vou ser mais feliz
".

4 comentários:

Jessica disse...

Minha amiga, acredita que este mau momento vai passar!
E a felicidade vai voltar à tua vida!
Eu estou aqui para qualquer coisa que precises!
Muita força!
Um beijo enorme!
Jessica

Anónimo disse...

um abraco forte.
continua a sonhar, amiga.
rita

Sombr|A|rredia disse...

nao sei o que se passou, mas sei que quando se fecha uma porta, abre-se sempre uma janela.
beijinho**

Sombr|A|rredia disse...

nao sei o que se passou, mas sei que quando se fecha uma porta, abre-se sempre uma janela.
beijinho**