13 novembro 2005

Gritos de dúvidas


Esta tem sido uma semana de gritos... Gritos no sentido real do termo! O Tigy tem passado horas seguidas no seu mais recente entretenimento: gritar. E é aí que o pânico se instala. Primeira reacção é pensar que tem fome, mas quanto mais se aproxima o leite mais alto fica o som. Segunda tentativa: mudança de fralda. Normalmente não há nada a registar e, então, a conclusão é óbvia: quer fazer cocó! Massagens na barriga, embalos em todas as posições, beijinhos e abraços... Sem sucesso.
E os gritos sucedem-se. Bebé cada vez mais vermelho, com as lágrimas a saltarem dos olhos, os braços e as pernas agitados! Pais desesperados entreolham-se sem saberem o que fazer!
Assemelham-se a ataques de pânico ou de desespero e nada, nem ninguém, o consegue calar.
À força das tentativas, o pai tem sido o mais bem sucedido com os passeios pela casa, com o Tigy aos pulinhos. Eu decidi pesquisar...

"Dias depois do nascimento, o bebé – que se encontra perfeitamente bem durante o dia – começa a ter crises de choro ao entardecer, geralmente entre as seis da tarde e as dez horas da noite. Obviamente, esse choro pronunciado e entrecortado gera grande ansiedade e angústia nos papás, pois não sabem a que é devido e também se existe alguma coisa que possam fazer para aliviar o bebé. Mas não devemos desesperar: tem simplesmente cólicas, e a verdade é que, apesar das dores que causam, o bebé não sofre tanto como os seus papás ao ouvi-lo chorar."
in SAPO BEBÉ

Aqui está. Nesta coisa de ser mãe alivia saber que os piores males dos nossos filhos são, afinal, males de todos os filhos da mesma idade. Sabe bem ouvir "é normal", sabe bem ouvir "isso passa", sabe bem acreditar. Mas nesta coisa complexa de ser mãe sabe melhor quando o nosso bebé ri, quando o nosso bebé dorme, quando o nosso bebé sossega, brinca, emana felicidade. Sabe melhor ainda pensar que com o mal de todos os filhos podemos nós bem, não os queremos é para os nossos.

11 comentários:

AmigaTeatro disse...

=)**

Maria Luís disse...

Quanto mais "te leio", mais me custa pensar encarnar esse papel um dia!

Carolina disse...

Hé,hé! Acertáste na mosca:P
Sei que te vai saber bem ler isto:é apenas uma fase mamã,mais tarde virão tantas outras que irão superar todas essas "inquietudes"(absolutamente normais para uma mamã estreante:)
beijinho para o Tigy

nils disse...

No trabalho a ler sobre o Tigy e fiquei logo com saudade de estar ai ao vosso lado... com bebé sorridente ou a chorar. I hate mondays!

Sandra disse...

Pois com o mal dos filhos dos outros podemos nós bem!
O meu primeiro filho também foi uma desgraça com as cólicas. Dizem que passa aos 3 meses...
Beijinhos

ib disse...

Olá minha linda!
É com muito orgulho que leio sempre q posso este teu refúgio e vejo como tu e o teu tigy "crescem". Agora nesta minha nova vida dou por mim muito mais vezes a pensar em vocês os 3 [mamã,papá e tigy], enqt estudo penso: será q a andreia está a passar por isto, ou já passou; será q o tigy reage assim ou não?? Por vezes são referências para o meu discurso...as lembranças q tenho da tua gravidez, as tuas alegrias as tuas ansiedades. Obrigado por partilhares tanto connosco! Os medos e as duvidas vão continuar sempre contigo linda, mas os momentos bons e de alegria vão compensar tudo.
Um grande beijo ilda

ana disse...

a minha filha sofreu de cólicas até aos 4 meses... já estava a desesperar e não acreditava que iam passar. Dei-lhe GRIPEWATER, foi sempre a única coisa que a aliviou.
Um bj e tem paciência

heartbreaker disse...

É duro ser mãe, n é andreia? ai, a andreia com preocupações de mãe, é tão giro imaginar! ;) um beso

a mamã Paula disse...

Olá,

Obrigada pela visita e post no meu blog.

Gostei muito de vos "conhecer" o Tugy é um kido, uma ternura, prometo visitar-vos mais vezes.

Já chegaste à fase das cólicas, que é um pouco complicada, eu com o meu pestinha não senti muito isso, mas amigas minhas passaram pela mesma situação que tu, uma coisa que ajuda muito são as massagens.
A verdade é que tudo isso é normal e passa, mas é como tu dizes não sendo aos nossos é preferível.

Quanto à "escolinha", não te digo que inicialmente seja fácil, mas é muito mais para nós do que para eles, o post que leste no blog foi realmente uma excepção porque ele adora a "escolinha" (este já é o 2º ano).
Além disso vais assistir a um crescimento enorme deles não só a nível físico, mas também na sua maturidade, relacionamento com os outros, e quando chegar a altura das prendinhas feitas por eles, vais adorar.

Bjs
e espero também mais visitas tuas ao meu blog

perola&granito disse...

oooO
(....).... Oooo....
.\\..(.....(.....)...
..\\_)..... )../....
.......... (_/.....CAMINHANDO!!!

oooO
(....).... Oooo....
.\\..(.....(.....)...
..\\_)..... )../....
.......... (_/.....ESTA QUASE...


oooO
(....).... Oooo....
.\\..(.....(.....)...
..\\_)..... )../....
.......... (_/.....CAMINHANDO...


oooO
(....).... Oooo....
.\\..(.....(.....)...
..\\_)..... )../.... UFA...
.......... (_/..... CHEGUEI...

-------\\\\\\\\|////--------
------( @@)------- Só passei para dar uma olhadinha
---ooO--(_)--Ooo-- e dizer um

______0000000000___0000000000000____
____0000000000000__0000000000000____
___000000___000000____0000000_______
___000000___000000____0000000_______
___000000___000000____0000000_______
___000000___000000____0000000_______
___000000___000000____0000000_______
___000000___000000____0000000_______
_____00000000000___0000000000000____

passa lá no nosso também...
beijocas natalicias

Isabel Pinheiro disse...

Olá Beguinha.
O Pedrocas também tem essas crises de choro!!!
Normalmente entre a meia noite e as 2h da manhã. São birras de sono, e ao mesmo tempo as cólicas a chatearem!!!

Espero que o tigy melhore.

Jokinhas

Isa e Pedrocas