04 dezembro 2008

Grande ecrã

"ESGOTADO". Depois de vários dias a repetir ao Tigy: "Vamos ao cinema!", a palavra "ESGOTADO", escrita a vermelho, bem por cima da bilheteira, acelerou o batimento cardíaco. Como é que se explica a uma criança que, afinal, já não vamos ao tão prometido cinema? Como?
- "Olha Tigy, afinal vamos ter de vir ao cinema amanhã. Acabaram os bilhetes..."
A frase nem foi terminada. Apontando para o vidro, a resposta dele foi...
- "Tá bem" - prolongando o "tá" como faz tantas vezes - "Mas quero pipocas".

Afinal, onde está a birra? O espernear deitado no chão? Alguns gritos? Uma lágrima ou outra? Nada?!

Lá vieram as pipocas e os bilhetes para o dia seguinte.

Bem sentado na cadeira, elevado alguns bons centímetros por uma pequena plataforma, o Tigy olhava para a sala, ainda iluminada, com total à-vontade. Até parecia que não era a primeira vez que ele ía ao cinema! Mas, quando o ecrã se abriu, ali mesmo, à sua frente, a luz diminuiu e um som estridente rodeou a sala, o Tigy arregalou os olhos, abriu a boca num ar de espanto e permaneceu completamente fascinado durante os 89 minutos do filme.

Eu, de pipocas na mão, vi mais o seu rosto na penumbra, com aqueles olhos tão curiosos fixados no grande ecrã, do que do filme que por lá passava. E serão sempre esses olhos, que nem pestanejavam, que marcarão essa minha tarde, essa minha ida ao cinema. Como um deslumbramento!

Ilustração - Benrei Huang

3 comentários:

BlueAngel disse...

Como o tempo passa, O Tiggy já foi cinema. E não havia ele de gostar? Filho de peixe... certo??? beijocas larocas com amizade :-)

Huguinho disse...

Deve ter sido um momento magnífico. Adoro olhar para as crianças quando elas se deparam com algo desconhecido e ficam maravilhadas.
Parabéns para vcs, pois ele agiu diferente de outras crianças que iriam começar a chorar quando soubessem que o que elas iam fazer não será possível.
Puxa, só não lembro como descobri seu blog, achei o nome interessante.

perdido no escuro disse...

Obrigado pelos teus parabéns, amiga ;) Espero que esteja tudo bem aí por casa. Devíamos tomar a iniciativa de organizar um encontro todos, senão nunca mais... Que dizes? Beijinhos!