05 março 2011

Saber de mim?

Conheci uma mulher de armas


e as armas muito próprias de outra mulher


Vi o lado cor-de-rosa da sumptuosidade



e o lado mais negro da miséria



Ando perdida e enleada nas 1030 páginas deste livro




e reencontrada para além do "como nunca" e do "como sempre".

2 comentários:

O Leão da Montanha disse...

Se cada brasileiro assistisse ao menos um filme ou lesse alguma obra, a cultura brasileira muito mais aprimorada.

Anónimo disse...

Got to see «Biutiful». Urgent!
Pedro